Técnica Alexander: Pensar Em Atividade

View Original

ENTENDENDO POSTURA

– O que é postura?!

Entendendo Postura é compreender que ela NÃO É uma posição, ideal, correta.

Como a vida, postura é uma condição dinâmica porque, na prática, ela tem a ver com manter-se equilibrado.

Estamos sempre em movimento!

Manter-se na condição dinâmica de estarmos equilibrados é uma habilidade que aprendemos com muita destreza e naturalidade.

Ela tem sido conquistada por nós ao longo dos milênios, enquanto espécie e durante os primeiros anos de vida de cada um de nós, desde nosso o nascimento.

Foi assim que aprendemos a ficar seguros sobre os dois pés para explorarmos o mundo!

Enquanto ganhamos a confiança de que o corpo faz, e bem, o que queremos, o mundo vai ficando mais interessante e nós vamos deixando ele de lado.

Até que o corpo começa a nos alertar com dores e desconfortos.

Já que o corpo tem a capacidade infinita de armazenamento e gosta de automatizar tudo o que aprende, esse aprendizado vira habitual e quando necessários os hábitos entram em ação para, mais uma vez, atender nossos desejos e nos servir melhor.

Tudo o que o corpo aprende ele armazena para sempre!

Nosso trabalho é aprender a escolher nossos próximos hábitos cultivados com o equilíbrio mais eficiente para que o corpo funcione melhor!

Porém, achamos que temos que ensinar o corpo a funcionar, a se movimentar melhor, a melhorar seu sistema cardiovascular, fortalecer seus músculos, ter mais flexibilidade...

Para mim, descobri que é melhor aprender com o meu companheiro corpo!

O corpo aprende sozinho e sabe, muito melhor do que nós, o que é melhor pra si. É a nossa mente ausente das vivências do corpo que o atrapalha lhe dando trabalho dobrado.

O corpo segue as instruções de nossa mente. E como ela está sempre "correndo", o corpo faz esforço desnecessário, produzindo mais tensões nos movimentos.

É notório como as pessoas que envelhecem têm o corpo caindo para baixo, não é?

Hoje em dia até os jovens e crianças têm uma postura caída.

Somos seres biológicos e, como tais, temos que seguir certas leis da natureza que ignoramos.

Você, por um acaso, sabe usar a 3ª LEI DE NEWTON em você?

A terra está estimulando seus ossos a irem pra cima o tempo todo.

E quando você não percebe isso você está sucumbindo à ação da gravidade!

E a musculatura automaticamente se contrai te puxando para baixo.

Aí você tenta corrigi-la e, nessa postura "correta", logo se cansa.
Isto é porque nossa musculatura só sabe fazer as coisas de maneira habitual e quando você corrige sua postura dores e desconfortos logo aparecem!

O curso Postura Sem Dores te ensina a lidar com isso.

Porque nos esquecemos de dar atenção ao corpo?

PRIMEIRAMENTE, PORQUE ELE FUNCIONA AUTOMATICAMENTE

O funcionamento padronizado do corpo se repete da mesma maneira em situações diferentes.
Por exemplo: para beijar alguém, levamos nossa cabeça em direção a seu rosto. Mas será que para beber um copo d'água, ou manusear o celular, não seria melhor para o corpo se os levássemos em direção ao rosto?

– Por que, em geral, não agimos assim?
Porque entendemos errado a "lei do mínimo esforço".

A ação de levar a cabeça em direção ao celular, uma atitude comum devido a alguma intenção, ou crença, do tipo "tenho que movimentar meus braços de maneira relaxada" ou "preciso economizar os movimentos dos braços para não cansá-los", é uma das causas de nossas dores e desconfortos. Não só nos braços como também no pescoço, nos ombros, nas costas....

Desta maneira, "economizamos" esforços de músculos errados. Os braços se desenvolveram justamente por executarem esse tipo de tarefa milhões de vezes por dia com o esforço muscular necessário. Se damos a ordem contraditória de relaxar, criamos um conflito enrijecendo as articulações.


Leia nosso blog Onde Estamos Com a Cabeça?!

Não trazendo o celular com os braços para mais perto dos olhos, contraímos os músculos do pescoço (que se prestam também para equilibrar a cabeça sobre a coluna), além dos músculos dos ombros e dos braços.

Assim, furtando os braços de seu próprio papel sacrificamos a mecânica do nosso corpo, encurtamos constantemente nossa coluna vertebral para baixo, comprimindo tudo o que há dentro dele!

– Como é possível mudar esta condição?

Aplicando a lei do mínimo esforço devidamente.

Ela nos estimula a agilizar a mente para que ela seja mais rápida do que a resposta que daríamos ao instintos habituais que desperdiçam esforços.

Aprendendo com o corpo sobre suas próprias coisas, economizamos essa energia e ficamos mais inteligentes!

A postura que adotamos determina, e é determinada, pela saúde, influenciando desde o nosso tônus muscular à produção de hormônios.

Benefícios de uma postura equilibrada:

  • eliminação de tensões desnecessárias
  • de dores
  • facilidade da circulação do sangue e de outros fluidos corporais
  • regulação da pressão arterial
  • movimentos livres
  • humor e outras condições emocionais

A forma física pode ser mudada quando direcionamos um esforço mental adequado.

O bônus, é uma bela saúde!